Real Madrid freia sequência, tropeça no Elche e vê liderança distante

Clube merengue encerra ano de 2020 tropeçando e apresentando um futebol bem abaixo do esperado. Resultado também freia sequência de cinco jogos vitórias seguidas na competição

O Real Madrid ficou mais distante da liderança da LaLiga ao tropeçar no Elche e ficar no empate em 1 a 1, no último jogo do ano, nesta quarta-feira (30) pela 16° rodada da LaLiga. O resultado negativo freia a sequência positiva do clube que acumulava cinco vitórias seguidas na competição.

O empate acrescenta um ponto na tabela de classificação, deixando o time na 2° colocação com 33 pontos, dois a menos do líder Atlético de Madrid que soma 35 pontos, mas contém duas rodadas a menos que os demais.

O Real Madrid retorna a campo no ano que vem, no próximo sábado (2) quando enfrenta o Celta de Vigo, no estádio Alfredo Di Stéfano.

Apesar de contar com uma altíssima posse de bola, o Real Madrid não conseguiu transformar a superioridade em grandes oportunidades. O Elche, por sua vez, também não conseguiu ameaçar o gol defendido pelo belga Courtois.

A novidade em campo foi o retorno de Marcelo a lateral esquerda. Como brinde para sua escalação, o brasileiro quase marcou um belo gol de direita, mas parou no travessão. Entretanto, o gol saiu pouco tempo depois.

Aos 20 minutos, Varane recupera a bola no setor defensivo, mas logo aciona Modric na intermediária. O lance passa por Kroos que, com um toque, clareia para Asensio de frente para o gol acertar um lindo chute e o goleiro Badia desviar jogando no travessão. No rebote, o croata que iniciou a jogada, completou de cabeça para o fundo das redes: 1 a 0.

Modric marcou de cabeça o único gol merengue. (Foto: Jose Jordan/AFP via Getty Images)

No retorno do intervalo, o Elche melhorou suas propostas de jogo e encurralou por alguns momentos o time merengue. O resultado aconteceu logo aos 52 minutos, com um pênalti marcado pelo juiz, após puxão de Carvajal em Barragan. O meia Fidel cobrou bem e balançou as redes de Courtois: 1 a 1.

O gol animou o time da casa, que se assanhou para cima do gigante merengue e quase marcou seu segundo gol com Boye. O Real Madrid precisava dar uma resposta, mas encontrava dificuldades para furar o sistema defensivo.

Carvajal e Sergio Ramos tiveram suas oportunidades claras para dar a vitória ao clube merengue, mas pararam no goleiro Badia. Nem mesmo com as mudanças e o abafa final, os visitantes deram sequência aos resultados positivos.