Real Madrid vacila no fim e empata com Villarreal fora de casa

Com ausência de jogadores importantes, o Real Madrid empatou em 1 a 1 com o Villarreal no Estadio de La Ceramica neste sábado (21) em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol. Mariano Dias marcou o único gol merengue na partida. Com o resultado o Madrid fica em quarto lugar da tabela na corrida pelo 35º título espanhol, ainda com um jogo a menos.

Dentro da necessidade de voltar em campo após uma derrota intrigante para o Valência antes da pausa para jogos de seleções, o time comandado por Zinedine Zidane acabou por somar apenas um dos três pontos disputados. O gol merengue saiu de belíssimo cabeceio de Mariano Días ainda no primeiro minuto de jogo. Destaque da partida ficou para a recuperação do time de Villarreal enquanto o da capital espanhol não demonstrou mudança mesmo com substituições.

O gol que gerou segurança

Mariano aproveitou a única chance clara de gol que teve no jogo para abrir o placar aos 2 minutos para o Real Madrid.

Com menos de dois minutos de iniciado o primeiro tempo, em uma bola recebida pela lateral direita com jogada combinada entre Nacho e Lucas Vázquez, Marino Díaz recebeu um cruzamento de Carvajal dentro da área, e em condição legal cabeceou direto no canto direito do goleiro Asenjo. Placar aberto com um minuto e meio, 1 a 0 para o Madrid.

Marcado o primeiro gol, a partida continuou com um ritmo mais acelerado. Mesmo com a marcação mais fechada em cima de Eden Hazard, o principal jogador do Madrid em campo, o time madridista não se reteve e aproveitando as falhas no formato em 4 – 3 – 3 de Unai Emery, conseguiu criar mais chances. Não demorou muito para que o Villarreal se encontrasse em campo, explorando mais seu jogo nas laterais e com isso o Madrid recuando sua marcação, a colocando mais no próprio lado do campo à espera do adversário.

Em um jogo de posse de bola dos dois times, foi aos 17 minutos que o Madrid conseguiu uma pressão na saída de bola após uma sobra de escanteio batido pelo Villarreal. Com Kroos e Modric sendo os dois meias recuados no esquema tático do Real Madrid, a qualidade de virar o jogo e completar lançamentos acabou por intensificar o meio-campo de Zidane.

O destaque dos primeiros 45 minutos da partida foi a facilidade do Villarreal em alcançar a grande área do Madrid, mas ainda com dificuldades para finalizar, mesmo que possuindo mesmo número em finalizações (3). Individualmente foi Mariano Díaz a surpresa, o centro avante entrou para substituir Karim Benzema que esteve fora por lesão; sua movimentação atenta no campo ofensivo e sempre procurando por receber a bola, foram pontos importantes para imposição do Madrid.

Alterações que não surtem efeito

Voltando a campo sem nenhuma alteração para os dois lados, a segunda parte da partida se iniciou com o Villarreal tendo a posse da bola e ordenando mais em cima da marcação do Real Madrid depois do meio campo madridista. As jogadas explorando seu lado esquerdo do campo contra o direito do adversário teve grande participação de Iborra para criação.

Não demorou para que a consistência do meio-campo do Madrid encontrasse oportunidades e investisse na pressão, mas não se fez resultado com isso. O jogo começou a dar mais chances e intensidade para o time de Unai Emery, que teve crescimento em sua marcação na saída de bola do Madrid, com mais agressividade.

A primeira alteração de Zidane foi aos 65 minutos, Eden Hazard saiu para que Vinicius Júnior entrasse e Martin Odeegard para Isco. O que trouxe para seu time uma calmaria em campo, por mais que o brasileiro camisa 20 seja o jogador que carrega a velocidade do time, o meio-campo dependente da velocidade de Luka Modric, que esteve jogando mas recuado, não teve tanto sucesso em acompanhar. O que gerou mais chances de crescimento para o Villarreal.

Com 74 minutos o juíz apitou um pênalti para o Villarreal após falta do goleiro Courtois. Sem muito o que analisar ou necessitar de auxíli do VAR, Hernández Hernandéz marcou a falta do goleito belga ao cair atrasado na bola e derrubar Chuckweze dentro da área. Gerard Moreno foi o batedor e converteu sem nenhuma dificuldade.

Outra alteração foi feita aos 85 minutos, Zidane tirou Mariano Díaz para a entrada de Marco Asensio. Mas ainda sem surtir muito efeito, diferente do time de Unai Emery, que após completar todas as suas substituições teve mutias chances e um time completamente mais ativo em campo. Com problemas de finalizações a parte, Villarreal se impôs mais e conseguiu anular o pouco de criação do Madrid.

// Ficha Técnica //
Villarreal x Real Madrid
Local: Estadio de La Ceramica, Villarreal – Espanha
Data e hora: 21 de novembro de 2020, às 12h15 do horário de Brasília
Villarreal: Asenjo; Mario (Peña), Pau Torres, Raúl Albiol, Pedraza (Pino); Parejo, Iborra, Manu Trigueros (Estupiñán); Gerard Moreno, Moi Gómez (Kubo), Carlos Bacca (Chuckweeze).
Real Madrid: Courtois; Carvajal, Varane, Nacho, Mendy; Modric, Kroos, Odeegard (Isco); Hazard (Vinicius Jr), Mariano (Asensio), Vázquez.

(Foto destacada: Jose Jordan/AFP via Getty Images)