Zidane: “Há que repetir o que fizemos no clássico”

O técnico Zinedine Zidane evitou dar pistas sobre o time que mandará a campo para a partida desta terça-feira (27) contra o Borussia Mönchengladbach pela Liga dos Campeões. Mesmo com a volta de Hazard e problemas na lateral direita, o francês preferiu dar ênfase para o confronto.

“O jogo que fizemos no clássico é o que necessitamos fazer amanhã. Jogamos bem, lutamos como equipa e o mais importante é tentar fazer o mesmo amanhã. Há que repetir o que fizemos no clássico. Temos que fazer um bom jogo e sabemos da situação que temos no nosso segundo jogo na Champions League. Devemos estar concentrados durante os 90 minutos, lutar e regatear. Vai ser difícil e devemos estar concentrados no que fizermos em campo”.

Pressionado pelos últimos resultados antes do El Clásico, Zidane não pensou na possível demissão e espera novos resultados positivos, começando nesta terça-feira. “Só penso no jogo de amanhã. Vou lutar até ao último dia e vamos fazer as coisas como de costume. O resto veremos”.

Confira demais declarações do técnico:

Polêmica do El Clásico: “Não me incomoda o que se diz, continuamos com o que fizemos como equipa, lutamos e jogamos bem e é isso que temos de fazer amanhã, manter o foco e lutar porque vai ser um jogo difícil. no nosso”.

Renovação de Ramos: “Amanhã temos um jogo e todos temos de nos concentrar, também o Sérgio”.

Hazard: “Se Hazard está conosco, é porque está bem e isso é uma boa notícia. Estamos todos felizes em vê-lo conosco. Amanhã veremos como vamos usá-lo. É uma notícia muito positiva para nós.”

Rotações: “Amanhã veremos. Hoje não podemos conversar.”

Problema na lateral-direito: “Sabemos que a temporada é longa e que vamos precisar de todos. É verdade, sempre o disse, porque são jogadores que sempre jogam. É verdade que tivemos problemas na defesa lateral, mas há outros jogadores que eles podem substituí-los e não haverá problemas”.

Isco: “A Isco quer jogar, como todos os jogadores, e isso é positivo. Os jogadores querem jogar sempre, e isso não depende deles, mas de estarem prontos. Sempre foi o caso nesta equipa. Os jogadores estão todos preparados e depois Tenho que tomar a decisão no dia onze e isso não vai mudar”.