Em coletiva, Zidane destaca importância de não achar que tudo está ganho

Zinedine Zidane esteve em coletiva de imprensa pré confronto contra o Getafe no Alfredo Di Stéfano nesta quinta-feira (2) para encerrar a 33ª rodada. O técnico respondeu algumas perguntas falando sobre mais três pontos decisivos na corrida pelo título, últimas declarações de James Rodríguez, a situação do marroquino Hakimi e o rival Barcelona que está em maus lençóis.

O que o Madrid mais tem o agradado: “Estou orgulhoso que os jogadores têm feito porque não é fácil, mas sabemos que ainda nos falta seis finais e pensamos em repetir o mesmo e tentar fazer o máximo para ganhar. Estamos bem, mas isso não significa nada. Sabemos disso”.

Calendário com tempo curto de descanso: “Já falamos muitas vezes, não posso fazer nada. Podemos preparar e se recuperar bem das partidas. Acredito que é uma coisa de todas as equipes, é o que há, agora tem que pensar apenas na partida de amanhã e acredito que estamos preparados para jogar, como o Getafe”.

Hazard caçado em campo: “Sabemos o jogador que é, é chave, muito bom, os rivais sabem. Esperamos que não haja intenção de causar dano ao jogador, acredito que o rival sempre tenta jogar forte, mas tem que estar tranquilo. Tem que ter tranquilidade tem que ir devagar com Eden. Não tenho a miníma dúvida de que tudo isso vai desaparecer e vai estar melhor em pouco tempo”.

A vantagem na tabela: “Nossa intenção é ganhar sempre, logo nunca se sabe, o importante é se preparar para isso e faltam seis partidas, estamos a um ponto e nada mais. O que vamos ter que repetir sempre. Quando observa os demais, é o mesmo, é complicado. Ganhamos cinco partidas, mas tem que seguir. Se pudermos repetir outra vez amanhã, melhor”.

Hakimi rumo à Itália: “É um jogador nosso, aqui pode pesar tudo. Tem duas coisas: parte econômica e a esportiva. Não é o caso de falar sobre isso, porque podem acontecer coisas em breve, mas amanhã temos uma partida e é isso que interessa. Não digo que não me interessa a situação de Achraf, mas é a situação do clube e vamos ver o que acontece”.

O que aconteceu com Achraf: “Não tem resposta, tem um clube, um jogador e um treinador. Tem coisas que se decidem e as três coisas são importantes”.

Ganhar La Liga contra o Getafe: “Se ganharmos amanhã não vai ter nada definitivo. Vamos seguir nossa linha, vamos seguir com nossa energia que é boa e vou colocar o rival muito complicado. Vamos ir para ganhar”.

Os horários de jogos é prejudicial ao Madrid: “Permaneço com o meu, eles fazem seu trabalho e eu o meu”.

Mais próximo do título: “Não podemos dizer nada até que sejamos campeões, tem que seguir porque os rivais irão fazer tudo possível. Nada de confiança e dizer que já acabou. Vivi essa situação como jogador, passei por essa experiência e os jogadores sabem que não ganhamos nada, absolutamente nada”.

O rival Barcelona: “O bom é o que está de acordo comigo, disse que é óbvio que não ganhamos nada, perfeito”

Entrevistas de James: “Disse a verdade, quer jogar mais e é normal. Eu o entendo. Está aqui, está treinando e vamos seguir até o final desse jeito”.

Importância ofensiva de Casemiro: “Todos são importantes. O trabalho que cada um faz em campo é espetacular. Sabemos o que a equipe nos traz, o equilíbrio, e logo pode dar mais, pode ser bom para a equipe”.

Divisão de gols do time: “É um pouco de tudo, sobretudo é graças à equipe. O gol de Casemiro mesmo é espetacular desde o principio. É uma questão de todos, cada um sabe seu papel, mas todos podem fazer mais. Até mesmo comigo, porque gosto de jogadores que saem de sua posição e podem fazer outras coisas”.

O cansaço mental: “Nossa equipe, porque não estou sozinho, cuidamos muito da recuperação. Primeiro pela situação que vivemos e porque agora se adiciona o calor. Sabemos que vai ter um calor tremendo a partir de agora. Tem que transmitir isso aos jogadores. Tem muitas coisas que fazer e estamos nesses detalhes para chegar a sem por cento numa partida”.

O trabalho que faz para não relaxar: “Os digo que não ganhamos nada, essa é a realidade, até que ganhe matematicamente. Isso é um esporte a alto nível, tem muita competência e não é fácil, e não temos esquecido os maus momentos que tivemos porque temos boas partidas”

Foto destacada: DeFodi Images/Getty Images