Em coletiva pré-jogo, Zidane coloca Valencia como adversário importante

Em coletiva de imprensa pré-jogo feita por vídeo, como manda o protocolo por medida de evitar aglomerações, Zinedine Zidane respondeu algumas perguntas na tarde desta quarta-feira (17) em Valdebebas. O técnico merengue iniciou avaliando o adversário que enfrentará na 29ª rodada da La Liga como “um adversário muito bom e importante” e garantiu que o time irá fazer o possível para vencer. Real Madrid receberá o Valencia no Estádio Alfredo Di Stéfano na próxima quinta-feira (18) às 17h (horário de Brasília).


Os treinos agendados para o período noturno: “Vamos jogar os próximos jogos às dez da noite e parecia importante treinar mais ou menos na hora do jogo. Nada muda, queremos ter a sensação de ver as horas. Não sei se repetiremos a programação mais tarde, mas isso foi importante. Também por causa da luz”.


As dificuldades contra Eibar: “Tivemos um jogo em que começamos muito bem, marcamos dois ou três gols em meia hora… Depois encontramos dificuldade em manter a linha ao longo do jogo, que foi o que aconteceu com o Eibar. Conhecemos a força que temos e queremos “matar a festa” rapidamente. O que sei é que temos as qualidades para começar forte e resolver”.


Champions League compacta para encerrar em agosto: “Estamos vivendo um momento especial e tudo será especial. Conhecemos o formato, como será, mas ainda não sabemos onde jogaremos a partida de volta contra o City. Vamos nos adaptar. Se for em Lisboa ou Manchester, jogaremos. O importante para nós é o jogo amanhã”.


Expectativa para o confronto contra o Valencia: “Um adversário muito importante está chegando, o que tornará as coisas difíceis para nós. Queremos continuar como que fizemos no outro dia. Queremos os três pontos e faremos tudo para vencer”.


Gareth Bale: “Ele está como sempre. Está feliz em jogar de novo. Sentiu algum desconforto nas costas, talvez não esteja 100%. Estamos treinando bem e pensando no jogo de amanhã. Estamos todos focados nisso”.


A relação com Bale após Kiev:
“Sempre tivemos um bom relacionamento. Não há antes nem depois de Kiev. Nada muda o que penso de Gareth. Que ele não jogue não é porque não tem um bom relacionamento. O relacionamento com Bale é muito bom”.


O sentimento com o time: “Eu posso ficar chateado porque quero que meu time sempre jogue bem. O que passa no vestiário e fica lá. Fiquei mais feliz com o primeiro tempo”.


Agenda de jogos marcados para depois do rival Barcelona:
“Nós nos adaptamos, esteja chateado ou não. É o que é. Temos que pensar apenas no que temos que fazer, não no que acontece lá fora”.


Retorno de Hazard e se James irá ter minutos: “Estou feliz com Eden, porque ele esteve parado por muito tempo e a pausa o permitiu jogar. Fisicamente ele está bem e tem uma boa conexão com Karim, precisamos tirar vantagem disso. Quanto a James, sabemos qual jogador ele é, mesmo que não tenha contado, vou contar com ele, porque jogamos a cada dois ou três dias”.


Jogos às 22h (do horário local): “Vamos jogar às dez da noite nos próximos quatro jogos e estamos felizes em poder jogar. Estou certo. Vamos nos divertir”.


Perspectiva para os jogos mais difíceis:
“Não acho que seja esse caso. É uma liga muito difícil. Tenho emoções e posso ficar um pouco chateado quando as coisas não vão bem, mas marcamos três gols e entramos com intensidade. Continuo com a primeira parte e vamos melhorar o segundo”.


Achraf Hakimi e seu desempenho jogando na Alemanha: “Sabemos o que ele está fazendo e estou feliz por ele. Ele precisava jogar. Todos somos felizes, os que estão aqui e os que estão lá”.


Fase de mata-mata da Champions League com apenas um jogo:
“Primeiro vamos tentar passar contra o City. O importante é jogar novamente e estamos felizes, mas essa fórmula para a Champions League não me parece ruim. Eu gosto, mas antes de tudo, há o retorno das oitavas. Não há problema em decidir tudo no mesmo lugar”.

Foto destacada: PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP/Getty Images