Sergio Ramos recusa participação em reunião do CSD por não ser aberta ao público

No último dia 26 de maio, o Conselho Superior de Esportes realizou uma reunião com jogadores dos principais clubes da La Liga, por meio do sistema de videoconferência, para discutir as medidas de segurança e saúde para retomada do futebol que está paralisado desde março em virtude da pandemia. O Real Madrid seria representado por Sergio Ramos que recusou a participação e Dani Carvajal assumiu o papel como representante merengue na reunião.

Segundo informações divulgadas pelo jornal MARCA nesta quinta feira (04), o motivo pelo qual Ramos teria recusado a participar do ato é que seria uma reunião de cunho político, além do fato do encontro com os atletas não ter sido aberto ao publico, ou seja, transmitido por meio de alguma plataforma — a opinião dele era de que é uma questão de interesse público e que a sociedade teria, sim, o direito de acompanhar.

O objetivo da reunião com os atletas era falar sobre o retorno do Campeonato Espanhol e os cuidados que eles devem ter para evitar o contágio da Covid 19. No entanto, assunto principal parece ter ficado em segundo plano, pois o que chamou a atenção foi a ausência do capitão madridista e da seleção espanhola. O camisa 4 procura não se envolver com assuntos políticos e o fato de não ter sido uma reunião conduzida com naturalidade e transparência também teria motivado a recusa.

Cada clube teve pelo menos um representante; Koke representou o Atlético de Madrid, e Piqué o Barcelona. Lionel Messi também não participou do ato, porém o motivo alegado pelo argentino foi o de não ser espanhol. Na reunião estiveram ainda presentes a presidente da CSD, Irene Lozano, e o ministro da saúde, Fernando Simón.

Foto em destaque: Mateo Villalba/Getty Images