Foi retirada a denúncia de estupro contra Cristiano Ronaldo

Katheryn Mayorga retirou a denuncia de estupro do tribunal de Nevada

A agência de notícias Bloomberg conseguiu acesso aos documentos que encerram o processo de acusação de estupro movido por Katheryn Mayorga contra o jogador da Juventus e ídolo do Real Madrid, Cristiano Ronaldo. O registro não revela se houve algum acordo com a modelo.

O caso, que havia sido movido no estado de Nevada, um dos mais severos quanto a punições deste tipo de condenação, foi encerrado em maio de 2019, segundo os documentos ao qual a agência de notícias teve acesso.

Em março deste ano, o importante jornal americano, The New York Times, publicou que a Juventus recusou participar do torneio de verão nos EUA com risco de que o jogador fosse detido. Nesta pré-temporada o clube italiano jogará a International Champions Cup na Ásia. Tradicionalmente o torneio acontece em seis países diferentes, são eles Estados Unidos, China, Singapura, Suécia, Inglaterra e País de Gales.

Apenas uma mudança de tribunal?

Pelo twitter, Christoph Winterbach, jornalista do periódico alemão DerSpiegel, que acompanha o caso desde que o jornal trouxe a tona a história em outubro de 2018, disse que o processo só mudará de corte – de estadual para federal. No entanto, até o momento não há informações oficiais desta mudança.

Relembre o caso, resumidamente

A versão apresentada pela modelo ao tribunal e detalhada nas páginas do DerSpiegel, relata que em 2009, enquanto Cristiano Ronaldo passava férias em Las Vegas, o jogador conheceu Mayorga em uma boate. Ele a convidou para uma festa em seu quarto de hotel e lá teria forçado uma relação sexual. Após o ocorrido ela teria ido a um hospital para realizar exames e lá alguém, a quem ela não identifica, teria sugerido que ela fizesse um acordo com o jogador, porque ninguém acreditaria no que aconteceu.

Mayorga fez um acordo de 375 mil dólares para permanecer em silêncio e não relevar a ninguém o caso. No entanto, segundo seus advogados, com os recente movimentos de denuncias de assédio, a modelo resolveu falar e trazer o acontecido a toda novamente.

O caso voltou a tona em 3 de outubro de 2018, pelas redes sociais Cristiano Ronaldo nega as acusações. “Nego veemente as acusações feitas contra mim. O estupro é um crime abominável que vai contra tudo o que eu acredito”, disse pelas redes sociais. O jogador termina a nota esclarecendo que sua consciência está tranquila e que vai esperar com tranquilidade os resultados de todas investigações”.

Foto: Reprodução/Getty Imagens

Anúncios