Diretor do Bayern confirma saída de James: “Pediu para não exercermos a opção de compra”

O atual diretor do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge afirmou nesta terça-feira (4) em entrevista para o jornal alemão Sport-Bild que o clube bávaro não exercerá a opção de compra de James Rodríguez, atleta emprestado pelo Real Madrid até o fim desta temporada. A decisão, segundo Rummenigge, partiu do próprio jogador.

“Tivemos uma conversa pessoal e James nos pediu para não exercermos a opção de compra. Ele quer jogar, ser um jogador regular e aqui no Bayern isto não está garantido. Pessoalmente, eu lamento”, disse o diretor.

O colombiano estava emprestado desde 2017 e foi adquirido pelos alemães por €42 milhões em um dos acordos feitos com o Real Madrid. Para ficar em definitivo com o atleta, os bávaros deveriam desembolsar outros €42 milhões pela opção de compra firmada em contrato.

Em maio deste ano, o diário MARCA trouxe a informação de que James não ficaria no Bayern e regressaria ao Real Madrid, porém, seria novamente descartado e o plano é arrecadar dinheiro com ele. Um dos seus possíveis destinos é o Napoli, a pedidos de Carlo Ancelotti. Outro rumor envolvendo o colombiano, é ser inserido na negociação por Paul Pogba, como informou o The Times, mas James não parece gostar da ideia de jogar a Premier League.

Anúncios