Florentino confirma boato de Sergio Ramos, mas avisa o capitão: “Não vai sair de graça”

Em entrevista ao El Transistor, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, falou sobre as polêmicas da temporada, confirmou e desmentiu boatos que envolvem o clube

Nesta segunda (27), Florentino Pérez concedeu uma entrevista de fim de temporada para JRamón de La Morena, apresentador do programa El Transistor da rádio OndaCero. Presidente do Real Madrid falou sobre o polêmico pedido de dispensa de René Ramos ao seu irmão (Sergio Ramos) e praticamente confirmou a vinda de Eden Hazard ao Real Madrid. ‘Presi’ também falou sobre Cristiano Ronaldo e outros nomes.

“Ele (CR7) já tinha isso certo na cabeça (deixar o Real Madrid), não havia o que fazer, há tempos que estava pensando nisso” disse Pérez sobre a saída de Cristiano Ronaldo do clube, em julho de 2018. Sobre os boatos de que a sua saída tinha algo a ver com o fisco espanhol e um pedido para que o clube intervisse por ele, Florentino negou: “Ele nunca pediu que o Real Madrid interferisse em sua relação com o fisco espanhol, nem ele e nem seus representantes. Ele já sabia que queria sair, foi o que fez”. Ainda sobre o português, o presidente merengue disse que nunca mais falou com ele desde que deixou Valdebebas.

Falando sobre a temporada, Pérez foi questionado sobre o porquê de uma não ‘reposição’ ao português. “Buscar um substituto ao Cristiano é muito difícil. Tínhamos muitos bons jogadores no Real Madrid naquele momento, não acho que o problema da temporada foi esse”, respondeu. Mais tarde na entrevista, Florentino falou que “com o tempo perceberam que o problema não era o treinador, era o esgotamento do elenco”. Ele ainda completou que não se arrependeu de não ter impedido a saída de Ronaldo, “teria acontecido o mesmo com ele ali”.

“Ele (CR7) já tinha isso certo na cabeça (deixar o Real Madrid), não havia o que fazer, há tempos que estava pensando nisso”

Florentino Pérez sobre a saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid

As últimas temporadas com títulos da Champions ilusionaram o mundo, segundo Pérez. “Nós fizemos as pessoas acreditarem que ganhar uma Champions League para o Real Madrid era algo ‘normal’, mas não é. Não podemos ver assim, o que fizemos (nos últimos 5 anos) não é normal”, declarou. Florentino reclamou as vaias da torcida e disse que os torcedores não precisam lhe ensinar o madridismo. “Todos sabem que eu, no que estiver ao meu alcance, farei de tudo para trazer os melhores jogadores do mundo”, declarou.

Envolvido em meios a boatos de que Sergio Ramos teria pedido carta livre para deixar o clube, Pérez confirmou o que se especulou na imprensa. “Nos encontramos no escritório do clube e me disseram (seus representantes, incluindo René Ramos, irmão do jogador) que havia uma proposta da China, mas que não podiam pagar a multa”. Como resposta a tentativa de pedido para sair ‘livre’, Florentino foi direto: “Eu disse que é impossível deixar o nosso capitão sair de graça”. Presidente ressaltou que no momento Ramos tem o salário mais alto do clube.

“Todos sabem que eu, no que estiver ao meu alcance, farei de tudo para trazer os melhores jogadores do mundo”.

Florentino Pérez

Quanto a Eden Hazard, a quem o Real Madrid já teria um acordo e estaria aguardando o Chelsea determinar o valor e a data para anuncio, Florentino não negou e ainda completou: “Durante anos estamos tentamos a sua contratação, faço muito gosto que venha jogar aqui. Este ano tenho esperanças de ele virá”, declarou.

Outra grande polêmica da temporada foi a contratação de Julen Lopetegui. Treinador foi dispensado da Seleção Espanhola faltando dias para o inicio da Copa do Mundo após acerto com o Real Madrid. “Eu falei com Rubiales (presidente da Federação Espanhola) e a principio ele pareceu entender bem, disse que estava tudo bem. No dia seguinte ele mudou de opinião”. Pérez informou que o clube nada pagou a RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol) pelo treinador, já que foi a federação que o demitiu.

Na decorrer da entrevista, Florentino respondeu diversas perguntas sobre Zinedine Zidane, a maioria envolvendo sua saída. “Zidane se foi porque estava esgotado, foi o que aconteceu com todos os jogadores da equipe nesta temporada, menos com Benzema”, disse o presidente que não esconde o apreço pelo camisa 9. Pérez também citou por diversas vezes Luca Zidane, terceiro goleiro do clube e filho de Zizou. “Não está ali porque é filho dele, nunca me referi a Luca como filho de Zidane”, disse. Florentino completou dizendo que a imprensa gosta de usar o ‘filho goleiro’ para atacar o ‘pai treinador’ e que ‘isso não se faz’.

Sobre Mbappé, Neymar e companhia, Pérez disse que não há conversas nos bastidores. “Não falamos com o Mbappe e nem vamos falar. Quando estamos interessados nos jogadores nós falamos primeiro com o clube”, declarou. Quanto a Luka Jovic, a resposta foi que “há jogadores que encantam todo mundo”. Ele também afirmou que o valor gasto no estadio não inferirá nas contratações: “Fizemos um empréstimo para o estádio, esse valor não interfere nas contratações”, declarou.

Quanto a quem sai e como está o mercado para isso, Florentino disse que ainda não recebeu propostas finais para nenhum jogador e disse que não se despediu de Navas. “Não tenho porque me despedir de Keylor, ele é um jogador com contrato vigente com o clube”, disse. Sobre Luka Modric e seu aumento, Pérez declarou ter sido em virtude da conquista da Bola de Ouro. “Por ter ganho a Bola de Ouro, Luka teve um aumento salário e uma extensão no contrato (de mais um ano)”, esclareceu.

Foto em destaque: Reprodução/Twitter/ElTransistor

Anúncios