Federação propõe novo formato para a Supercopa da Espanha e Copa do Rey


Conforme foi divulgado pelos portais espanhóis El Partidazo’ do COPE e Radio MARCA, nesta terça-feira (9), o Presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, apresentou ao Conselho Administrativo, o projeto preliminar de mudança da Supercopa da Espanha e da Copa do Rey. O objetivo da reunião foi apontar e explicar alguns pontos que devem ser avaliados, na Assembleia Geral Extraordinária que ocorre no dia 29 de Abril. Se aprovadas, as mudanças já entram em vigor na próxima temporada.

Uma das principais alterações seria a data do torneio, que deixaria de ser disputado no mês de Agosto e passaria para Janeiro, a partir de 2020. A justificativa para a mudança, seria o calendário apertado da maioria das equipes com pré temporada e amistosos, por exemplo. Uma das certezas, entretanto, é que a final será feita fora do território espanhol.

Assim como aconteceu na última edição, onde Barcelona e Sevilla – fizeram a primeira final fora da Espanha – em vez dos jogos de ida e volta, nos estádios de cada time, decidiram num confronto em Tânger, no Marrocos.

Outra mudança significativa, foi o aumento do número de equipes participantes. No formato novo a taça passa a ser disputa por quatro times, em vez de dois. Os jogos seriam divididos em semifinal e decisão, com uma partida só em ambas as fases.

Todavia, há uma dúvida com relação à escolha do terceiro e quarto participante. Isso porque não existe um critério exato e bem definido, o que sabe é que o primeiro e segundo colocados da Liga estão assegurados, da mesma forma que o campeão da Copa. Contudo, o ganhador de ambas as competições poderia coincidir, e portanto as vagas seriam preenchidas, pelo vice campeão e pelo semifinalista com mais títulos da Copa.

Mudanças Copa do Rey

A Copa do Rey também passara por mudanças importantes. A competição seria disputada em jogo único, na casa do time considerado “mais fraco”. Entretanto, a partir das semifinais a história muda e as partidas passam a ser com Ida e Volta.

As equipes da Primeira Divisão passariam a entrar logo na primeira rodada, se integrando com os times da Segunda, Segunda B, Terceira divisão e Regional. A única exceção seria para as equipes que disputam justamente a final da Supercopa da Espanha em janeiro. Nesse caso estariam isentas até as oitavas de final.