Navas: “No final do túnel há sempre uma luz e por isso trabalhei”

Keylor Navas voltou a ser o goleiro titular com a mudança de treinador. O costa-riquenho saiu do campo sem tomar gols, fez uma grande defesa no primeiro tempo e falou após a vitória do Real Madrid contra o Celta na zona mista. Keylor falou sobre Zidane, seu futuro e respondeu críticas de quem falou que o arqueiro não treinava bem.

Confira:

Zidane

“Nunca fui de comparar treinadores. O passado é o passado. O grupo está trabalhando muito bem. A alegria chegou no vestiário e isso é o importante. Zidane fala com todos cara a cara. Não sei se uma mudança era necessária. O clube viu como necessária. Nós temos que ser profissionais e trabalhar.”

Futuro

“Faz tempo que não jogava e estou muito feliz. O futuro já sera visto. Enquanto estiver aqui trabalharei como sempre. Pensar no futuro distorce o momento, é falar de suposições. Quando falarmos e sabermos, daremos uma resposta. O mais importante é que trabalhei muito para ter uma oportunidade e hoje me deram. Sempre quis estar aqui. Disse desde o primeiro momento. Já veremos o que acontece no futuro. Aqui eu e minha família estamos muito bem, quero aproveitar dos meus companheiros, que são grandes. A situação agora é uma, no verão é outra. Meu desejo de estar aqui não mudou. Minha intenção é cumprir o contrato que tenho.”

Críticas

Quem disse que eu treinei mal tem que confessar. Ou ele não me conhece ou nunca viu um treinamento em Valdebebas, lá todo mundo sabe como eu treino. No final do túnel há sempre uma luz e por isso trabalhei. Agora quero aproveitar. Eu gosto de viver o momento. Se você pensa no futuro, perde a perspectiva do que vive. Eu trabalho toda semana para ver o onze titular do treinador. E hoje o sol saiu. Meu desejo de trabalhar nunca se foi. Eu sempre tento contribuir. Desta situação saio mais forte, com mais desejo.”

Anúncios