Courtois prega cautela contra o Ajax, mas ressalta bom momento da equipe: “Têm mais medo de nós”

O goleiro Thibaut Courtois esteve ao lado de Santiago Solari nesta terça-feira (12) para a entrevista coletiva que antecede o dia da Liga dos Campeões. O arqueiro belga destacou o momento da equipe afirmando que “o mais importante é que defendemos e atacamos com onze, com muita disciplina”.

Ele também não deixou de falar das aspirações da equipe nesta temporada. “Quando joga no Real Madrid, joga para ganhar tudo, você escolhe tudo. Queremos chegar a final da Copa e na última rodada, estar vivos na Liga. E igualmente na Champions. No Madrid, é isso que se joga”.

+ SOLARI ENCHE BOLA DE MARCELO E PROJETA DUELO CONTRA O AJAX

Na quarta-feira (13), o Real Madrid entra em campo totalmente focado e vindo de uma boa sequência para encarar o Ajax pela primeira partida da ida das oitavas de finais da Liga dos Campeões, no Johan Cruyff Arena.

Confira os melhores trechos da entrevista do belga:

Var na Champions:
“Eu gosto de VAR, na Copa do Mundo tivemos uma experiência muito boa. Na Espanha também, há momentos em que, se as regras não são claras, você não pode intervir, apenas em erros manifestos. É ajudar, embora às vezes vá contra você. Para tornar o futebol mais justo, o VAR é necessário”.

O Ajax:
“É uma grande equipe, compraram Blind, Tadic e já tem grandes jogadores como Ziyech, De Ligt, De Jong… Sabem jogar o futebol, tocam a bola e temos que ter cuidado com eles”.

Favoritos:
“O Ajax já demonstrou na Champions contra o Bayern que é uma grande equipe. Vai ser uma partida muito difícil. Teremos que estar concentrados. Temos experiência e sabemos que temos que dar tudo. Nenhum jogador vai pensar que amanhã será uma partida fácil”.

Medo:
“Percebo que agora eles vêem que é mais difícil vencer, em outubro tivemos um mês muito ruim e agora eles vêem que estamos jogando bem e eles têm mais medo de nós. Estamos aqui para lutar por tudo, a final da Copa, até o último dia da Liga e chegar o mais longe possível na Champions”.

Seu jogo:
“Os goleiros têm que estar conscientes de serem mais acima [como líbero], de deixar a área. É um risco, temos que calcular bem. Para um goleiro sempre é difícil, mas para a equipe é sempre bom poder pressionar lá em cima”.

Nas quartas:
“Eu creio que sim. Cada ano se pergunta quem é o favorito, quase todos os jogadores vão dizer Real Madrid. Temos uma equipe e temos a experiência necessária. Temos muitos candidatos e temos que ir de pouco em pouco. Primeiro contra o Ajax”.

Onana:
“Ele teve azar. Há períodos como esse, mas são os riscos de uma equipe que quer jogar desde da defesa. É um grande goleiro, deu muitos pontos ao Ajax e os ajudou a chegar onde está agora”.

Pensam em um ‘triplete’?
“Não. Temos que ir partida por partida, mesmo que pareça entediante. Não podemos pensar agora na volta da Copa. Agora é a hora do Ajax, depois Girona, Levante… Tem que ser assim. No final da temporada veremos onde estamos. Espero que seja vencendo os três campeonatos”.