Real Madrid determina Éder Militão como alvo principal para reforçar a defesa

g0901.f885091c6ef68744aadb648ffbee6c7b
Capa do jornal MARCA divulga zagueiro brasileiro Militão como objetivo do Real Madrid para reforçar a zaga. (Reprodução/MARCA)

 

Éder Militão, do Porto, revelado no São Paulo, converteu-se na principal opção para reforçar a zaga do Real Madrid para a próxima temporada, de acordo com informações do jornal espanhol MARCA. Para tirar o jogador do time português nesta janela de transferências de janeiro, seria necessário desembolar €42 milhões, mas o clube merengue considera a negociação complicada para esse mês, optando por fazer uma proposta no meio do ano entre junho/julho, onde a cláusula de Militão sobe para €50 milhões.

O Real Madrid acompanhou de perto três jogos de Militão, embora o planejado seja cinco para poder iniciar os trâmites de uma proposta. O clube teve excelentes informações do defensor, devido as suas características como velocidade, poder físico e antecipação aliada a sua rápida adaptação ao futebol europeu.

Os Blancos também não querem perder a oportunidade de lutar por um jogador, em que seus rivais Barcelona (este anunciou Todibo) e Manchester United (perto de fechar com Manolas) já perguntaram, além de um possível interesse do Liverpool. Com isso tudo, o clube merengue quer se antecipar a Militão.

No verão passado, já falava-se da possibilidade do Madrid contratar um zagueiro, mas o antigo treinador Julén Lopetegui apostou pela continuidade de Jesús Vallejo, jogador de sua confiança, mas que as sucessivas lesões impediram-lhe de ter continuidade nas convocações do time. Logo, por conta disso, apareceu o nome de Javi Sánchez, zagueiro do Castilla, que chegou a ter minutos no time principal, mas agora está lesionado e regressou a equipe inferior.

Anúncios