Sérgio Ramos: “Vamos lutar por tudo, ainda que nos deem como mortos”

(Foto: Reprodução/MARCA)

O Real Madrid tropeçou mais uma vez no Campeonato Espanhol, dessa vez dentro do Santiago Bernabéu, diante da Real Sociedad pelo placar de 2 a 0. Após a partida, o capitão Sérgio Ramos concedeu entrevista e chamou a responsabilidade para o time e falou que é um momento de união da equipe.

Confira alguns trechos da entrevista

União: “Não é momento para apontar nada. É quando temos que estar mais unidos. Dos problemas sempre surgem grandes soluções. A equipe necessita de uma mudança, uma reação, mas sem arrancar os cabelos. Se vão três pontos e a Liga segue ficando mais complicada”.

VAR: “Os pênaltis são claríssimos. O do Vinícius é escandaloso. Por menos falam e logo consultam. O de hoje é para colocar as mãos na cabeça e pensar. Usem o VAR se ele está ali disponível, mas ele (árbitro) diz que tanto as (faltas) claríssimas geram dúvida. O amarelo do Lucas Vázquez fazia anos que não via um cartão assim. É ridículo”.

Espírito: “Veremos se repetimos a temporada passada. Tem que saber sair desses momentos e não ser impulsivos. Na La Liga é verdade que ficou muito complicado, mas vamos lutar por tudo, ainda que nos deem como mortos”.

Motivação: “A equipe não está com falta de gana ou motivação. Temos uma equipe com fome e a mim pelo menos minhas doem de correr hoje. Nós vamos nesse sentido com consciência tranquila porque temos deixado a alma”.

Contratações: “Minha opinião não vai ser determinante. Nós temos que nos dedicarmos a jogar futebol”.

Fim de ciclo?: “Faz 2 semanas que ganhamos um título. Se soubesse que não vou ganhar, ficaria em casa com meus filhos”.

La Liga: “É um prêmio a regularidade e pode ter nos faltado nos últimos anos”.