Chelsea contrata Pulisic e Hazard fica mais perto do Real Madrid

Time inglês anunciou a contratação do norte-americano nesta quarta (2)

Christian Pulisic é jogador do Chelsea. Clube londrino anunciou nesta quarta (2) a contratação do meia, agora ex-jogador do Borussia Dortmund, o norte-americano fica na Alemanha até o fim da atual temporada, apresentando-se aos blues em julho. A movimentação na janela pode ter nome, sobrenome e motivo: Eden Hazard e sua saída para o Real Madrid.

Roman Abramovich desembolsou 64 milhões de euros para ter o meia estadunidense, destaque do BVB, e garantir um forte reforço para a próxima temporada. A contratação, obviamente, reforça as indicações de que finalmente a novela “Hazard Madrid” deve chegar a um final feliz. Meia belga nunca negou seu desejo de vestir blanco, deixando ciente diretoria londrina e merengue. A movimentação do clube inglês acende um sinal verde para negociações.

Descarta-se Isco, mas Kovacic ainda continua “de pé”

Se por um lado a contratação de Pulisic é ótima para quem deseja vê-lo de branco, por outro dificulta uma negociação que poderia investir mais jogadores e menos “dinheiro” entre Chelsea e Real Madrid. Isco, que poderia ser usado como moeda de troca, agora está descartado de qualquer negociação que envolva uma vinda de Hazard a Madri.

Mateo Kovacic – volante, ainda aparece na lista das possibilidades de negociação entre o time de Londres e Florentino Pérez. Croata demonstrou-se feliz na equipe inglesa e já declarou querer continuar no time. No entanto, seu contrato de empréstimo – sem opção de compra, acaba em julho e ele teria que voltar a capital espanhola.

Não estava nos planos do Real Madrid vender Kovacic, mas para agradar ambos os lados, uma negociação envolvendo o meia croata, mais uma quantia razoável em dinheiro, por Hazard, parece cada vez mais forte. Na janela de verão europeu (julho), o contrato do belga com o Chelsea terá apenas 1 ano de vigência e em janeiro de 2020 ele ficaria livre para assinar um pré-contrato com o Real Madrid e sair “de graça” do time inglês.

 

Anúncios