Solari: “Sergio Ramos é um emblema no futebol, é dever de todos nós protegê-lo”

A equipe do Real Madrid já está na Itália para o jogo contra a Roma nesta terça-feira (27) pela Champions League. E antes da partida, o técnico do time blanco, Santiago Solari, concedeu entrevista coletiva na qual tratou de defender o capitão da sua equipe, Sergio Ramos.  Para Solari, o defensor do Madrid é “um homem honesto e um emblema do futebol” e todos devem “protegê-lo”.

O argentino também comentou o momento de Isco e a ausência de Casemiro.  Para o técnico, há outros jogadores que podem cumprir a função do brasileiro, enquanto este estiver lesionado.

Confira:

Chave para ganhar da Roma
“Temos que fazer um jogo como sempre na Champions, estar a altura da nossa história nesta competição.”

Prova de fogo
“Todos os jogos e treinamentos no Real Madrid são provas de fogo. Ao longo de sua história, essa equipe teve que passar por muitas provas de fogo e quando cai sempre se recupera. É por isso que é a equipe mais vencedora da história. “

Sergio Ramos
“Sergio Ramos é antes de tudo um homem honesto e um emblema do futebol, do Real Madrid e dos esportes na Espanha. É dever de todos, inclusive do jornalismo, protegê-lo. A razão do jornalismo existir é a busca pela verdade ou  a confirmação dela e depois vem as opiniões. Mas a verdade é que, não é discutível e mais quando o nome de um jogador está em jogo. Se se publicam ou repetem informações que não são verídicas, a profissão de vocês, ao qual eu respeito muito, perde a razão de ser e depois a sociedade fica desamparada. É dever de todos nós.”

Melhorar
“Foi um golpe duro (contra o Eibar), mas já passou. Analisamos e vamos tentar melhorar o que precisa melhorar. Uma vez que o jogo é jogado, como aconteceu com as quatro vitórias anteriores, devemos nos concentrar no próximo. Estamos no Olímpico, em outra competição, e nossas forças têm que estar no jogo contra a Roma.”

O coletivo
No futebol há muitos fatores e nem todos têm a ver com a atitude. A responsabilidade é sempre individual e a soma de todos faz o grupo. É inútil diluir a responsabilidade no coletivo. Se um não defender, será complicado, se dois não defendem, somos mais fracos e se não defenderem três, não ganharemos de ninguém.”

Ausência de Casemiro
“Cada jogo é diferente. Existem diferentes jogadores que podem cumprir a função (de Casemiro), cada um com suas características – inclusive os meias. Também Ceballos, que cumpre bem essa função… Pode jogar Kroos e Llorente, que é o mais parecido com o Casemiro. Temos que encontrar soluções com as peças que temos.”

Isco
Ele está trabalhando bem, junto com seus companheiros. É muito importante e conto com ele, como os outros 23. Tenho 24 jogadores. Todos treinam e queremos o melhor de todos. Também queremos que os lesionados se recuperem.”

Lembranças do estádio Olímpico
“Passei três maravilhosos anos na Inter de Milão e tenho lembranças espetaculares da Itália. Eu ganhei três títulos consecutivos. Lembro de fazer um gol contra a Lázio neste estádio, embora não me lembro em qual gol marquei. Eu também joguei contra a Roma e aqui há uma atmosfera maravilhosa. Lembro de uma torcida que nunca para de apoiar.”

Anúncios